Tipo de viagem
Meses para ir
AbrilMaioSetembroOutubro

ROTEIRO DE 11 DIAS PELO MARROCOS – Incluso Deserto do Saara

Tipo de viagem
Abril Maio Setembro Outubro

 

Nosso roteiro pelo Marrocos foi muito bem planejando e milimetricamente arranjado. Tudo foi reservado com muita antecedência, hotéis com recomendações e motoristas particulares para os traslados entre cidades, Marrocos é um país seguro, mas cheio de gente querendo ganhar dinheiro enganando turistas, então nos prevenimos para evitar perrengues e, recomendo que você faça o mesmo.

Roteiro pelo Marrocos

 

Chegamos a pouco mais de 20 dias dessa viagem e, preciso confessar, ela ainda mexe comigo! Foi uma das mais intensas, significativas e de ganho cultural para nós, inclusive para as crianças, que foram os que mais de divertiram durante nossa visita ao Marrocos.

 

  1. Voo e chegada em Marraquexe
  2. Marraquexe – Medina com guia (Museu de Marraquexe, Museu Dar El Bacha e Jardim secreto) e Praça Jemaa el-Fna
  3. Marraquexe – Medina sem guia (andar sem rumo pelas ruas da medina, melhor programação!)
  4. Marraquexe – Palacio El Badi, Túmulos Saadianos, Jardim Majorelle e Museu do Yves Saint Laurent
  5. Viagem em direção ao Deserto, saímos 8:30 da manhã e só chegamos às 19:30! O caminho é longo mas é a única forma de chegar ao deserto
  6. Primeira manhã no deserto – nascer e pôr do sol nas dunas com camelos, passeio de carro pelo deserto (Nômades, Mar do Deserto e centro de música)
  7. Nascer do sol nas dunas com camelos e viagem em direção a Fez. Foram mais nove horas de carro com paradas apenas para comer
  8. Fez – Medina com guia (Blue Gate, Madrasa, curtumes, Mesquita Al Karaouine, fábrica de lenços, montanha com vista da cidade, fábrica de cerâmica e Palácio  Real
  9. Viagem de Fez para Chefchaouen, 4hs de carro.  Conhecemos a cidade azul, em 3 horas é possível conhecer tudo, são ruas pintadas de azul e só, bem turístico. (nos arrependemos de ir, teria ficado mais um dia em Fez)
  10. Manhã em Chefchaouen e volta para Fez ao meio dia. Chegamos no fim da tarde e nos hospedamos em um Riad apenas para esperarmos nosso voo de volta, às 7 da manhã do dia seguinte.
  11. Volta para Luxemburgo.

Informações Úteis

Quando ir?

As melhores épocas para visitar o Marrocos são entre Mar-Abr (primavera) e Out e Setembro (outono). Evite Julho e Agosto, verão no país onde as temperaturas chegam aos 50°.

Tipo de viagem

Uma viagem rica em cultura, com povo receptivo e muito respeitoso. Seus dias serão divididos em visitas a mesquitas e ruínas, caminhar pelas medinas mais incríveis do mundo, dormir no Deserto do Saara e se deliciar com a culinária marroquina.

Clima

Durante a primavera e outono as temperaturas variam entre 13° e 18°, já no verão as temperaturas nas cidades principais superam facilmente os 40° e no deserto chega a fazer 50°.

ROTEIRO DE 10 DIAS PELO MARROCOS

 

Compramos as passagens de acordo com o roteiro que queríamos fazer, chegada por Marraquexe e saída por Fez, mas você pode chegar por Casablanca também, ue apesar de não possui muitos atrativos, possui a maior gama de voos internacionais.

 

Dia 01: Chegada em Marraquexe

Voo de Luxemburgo para Marraquexe. Nosso voo atrasou e chegamos 3 da madrugada, como já tínhamos planejado nossa chegada com o hotel, o motorista nos esperou lá mesmo com as três horas de atraso. (deixe tudo bem combinado, tudo por escrito e com detalhes do voo informado ao hotel)

Nos dois primeiros dias nos hospedamos no Riad Jemaa El Fna & Spa que possui localização perfeita, muito perto da praça principal da cidade e da medina.

Marrocos com crianças

 

Dia 02: Medina + praça Jemaa el-Fna

Nosso dia só começou na hora do almoço e esse é o mal de pegar voos noturnos, você acaba perdendo a manhã do dia seguinte por cansaço. Almoçamos no Le Jardin e nosso guia nos encontrou lá.

Visitamos o Museu de Marraquexe, o Museu Dar El Bacha e o Jardim secreto com o guia, depois ele nos levou para uma loja de tapetes e uma loja de cosméticos mas achamos muito “pega turistas” esses dois últimos programas e, por isso, recomendo combinar exatamente roteiro com antecedência e pedir para excluir esse tipo de programa. Só recomendo o guia para encontrar os museus e o jardim secreto, andar sem rumo pela medina é muitooo mais interessante do que ficar seguindo um guia.

Depois de acabado o tour com o guia, fomos conhecer a praça principal de Marraquexe, a Jemaa el-Fna e a Mesquita Cutubia.

O que fazer em Marrakech
Medina de Marraquexe
O que fazer em Marrakech
Loja de tapetes na medina de Marraquexe
O que fazer em Marrakech
Praça Jemaa el-Fna em Marraquexe

 

Com as crianças

dica:

O Marrocos é um país incrível e interessante para as crianças, apenas se planeje com relação a roupas adequadas, carrinhos para descanso durante o dia e hotéis confortáveis para famílias.

o que encontramos:

  • facilidade para andar de carrinho
  • farmácia com o básico e para emergências
  • hotéis para famílias
  • população muito receptiva
  • restaurantes com poucas opções de alimentação infantil
  • restaurantes sem estrutura para bebês

 

Dia 03: Se perder pela medina + troca de hotel

Tomamos Café no nosso Riad e saímos em busca de uma praça dentro da medina, pedimos instruções de como chegar na recepção do nosso hotel e fomos. No primeiro dia de medina você acha tudo uma loucura e que jamais conseguiria andar sozinho ali, já no segundo dia você começa a entender as direções, fica mais familiarizado e consegue aproveitar o local. Conhecemos o souk dos tapetes, uma praça fofa escondida na medina, souk das palhas e andamos sem pressa pelas ruelas até chegarmos de volta a praça Jemaa el-Fna, voltamos para o nosso Riad e pegamos as malas para trocarmos de hotel.

O que fazer em Marraquexe

O que fazer em Marraquexe
Medina de Marraquexe

Dicas de onde comer e onde se hospedar em Marraquexe estarão, em breve, no post principal da cidade.



Booking.com


Depois de dois dias em um Riad, mudamos de hotel e nos hospedamos no eleito melhor hotel do mundo em 2018, o La Mamounia. Recomendo o se hospedar em um Riad para ter uma experiência completa sobre a vida em Marraquexe, mas ter o conforto e mordomias de um hotel também tornarão sua viagem mais relaxante, tente mesclar as hospedagens, assim como fizemos.

Tiramos a tarde para conhecer e aproveitar o La Mamounia, que é um programa por si só. (não hospedes podem almoçar ou jantar no hotel e conhecer os jardins maravilhosos do lugar)

Onde se hospedar em Marraquexe
Hotel La Mamounia em Marraquexe
Onde se hospedar em Marraquexe
Hotel La Mamounia em Marraquexe

 

Veja aqui todas as opções de hospedagem em Marraquexe

 



Booking.com

 

Dia 04: Palácio El Badi – Túmulos Saadianos + Museu do Yves Saint Laurent – Jardim Majorelle

Depois de descansar no dia anterior, fizemos todo o restante da programação de Marraquexe nesse dia. Pela manhã fomos caminhando ao Palácio El Badi e depois para os Túmulos Saadianos (cuidado com os locais tentando oferecer dar dicas de direções, tudo truque para pedir dinheiro!), nós pedimos instruções na recepção do hotel e usamos o google maps para chegar até lá.

Voltamos para o hotel e fomos de taxi para o Museu do Yves Saint Laurent e Jardim Majorelle, já que eles ficam mais afastados do centro da cidade. Na ida pedimos o telefone do taxista que nos pegou em frente ao hotel e na saída ligamos para ele vir no buscar, os taxis comuns sempre cobram muito mais quando você está  saindo de um programa turístico do que chegando nele (uns 5 euros de diferença)

O que fazer em Marraquexe
Palácio El Badi em Marraquexe
O que fazer em Marraquexe
Túmulos Saadianos em Marraquexe
O que fazer em Marraquexe
Jardim Majorelle em Marraquexe
Dia 05: Viagem para o Deserto do Saara – Merzouga

Saímos logo cedo do hotel, o motorista que contratamos já estava nos esperando e seguimos por quase doze horas em direção ao deserto. O percurso dura nove horas no mínimo, mas com crianças e as paradas para comer, demoramos mais.

Existe a opção de fazer metade do caminho, dormir uma noite em Ouarzazate e seguir o restante da viagem no dia seguinte. Recomendo essa opção de você tiver mais dias livres no roteiro, a cidade é incrível e a viagem não seria tão cansativa.

Chegamos atrasados ao acampamento, às chegadas são sempre antes do pôr do sol, mas geralmente o primeiro passeio com camelos ja é feito assim que os hospedes chagam, para ver o pôr do sol em cima das dunas. Com chegamos tarde, jantamos no acampamento e fomos dormir exaustos!!!

Acampamento no deserto do Saara
Acampamento no deserto do Saara
Acampamentos no deserto do Saara- Marrocos
Barraca do acampamento no deserto do Saara

Conheça aqui os acampamentos do Deserto do Saara

Dia 06: Deserto do Saara

A maioria dos viajantes passa apenas uma noite no deserto, assiste o nascer do sol no dia seguinte e segue viagem para o próximo destino, mas como estávamos com crianças e achamos a viagem muito longa e exaustiva, preferimos passar duas noites no deserto ao invés de uma como de costume. Se você tiver tempo, recomendo que faca o mesmo! A experiência só foi incrível porque não fizemos nada correndo, conhecemos os arredores, andamos de carro pelo deserto, visitamos um acampamento de nômades, uma escola de música onde os locais fizeram uma apresentação só para nós, conhecemos o mar do deserto e seguimos dromedários soltos pelo deserto.

Eu não conseguiria traduzir em palavras o quão foi maravilhoso conhecer o Deserto do Saara, ver o nascer do sol sozinha em cima de uma duna gigantesca (eu e o pai revezamos os dias para ver o nascer do sol, assim não acordamos os meninos às 5:30 da manhã), levar meus filhos para ver um pôr do sol conhecido como um dos mais incríveis do mundo e, principalmente, dormir em uma cabana! Foi Surreal e não tiraria esse programa do roteiro por nada nesse mundo.

Acampamento no Deserto do Saara

Pôr do Sol no Deserto do Saara
Pôr do Sol no Deserto do Saara

Acampamento no Deserto do Saara

Acampamentos no deserto do Saara- Marrocos
Visita aos nômades no deserto do Saara



Booking.com

Dia 07: Viagem para Fez

Tomamos um café delicioso no acampamento e seguimos viagem para Fez, o mesmo motorista que nos pegou em Marraquexe e nos levou para conhecer todo o deserto também nos levou para Fez, o que achei ótimo! É muito tempo de viagem e, ter alguma intimidade com a pessoa, facilita muito. Foram nove horas de viagem até Fez.

Acampamentos no deserto do Saara- Marrocos
Nascer do sol no Deserto do Saara



Booking.com

Dia 08: Pontos turísticos de Fez + fábrica de cerâmicas + view point

Esse foi o dia mais intenso, real e cheio de cultura que tivemos no Marrocos. Fez é muito diferente de Marraquexe, lá você vai conhecer a verdadeira cultura marroquina, o que eles comem, como se comportam, onde fazem suas compras, vai comer os melhores dates do rei e conhecer uma medina intocada, real e absurdamente impossível de andar sem guia.

Contratamos um guia com o nosso hotel e ele foi, simplesmente, maravilhoso! O serviço era de 5 horas e, por conta das pausas necessárias com as crianças, nosso tour durou 6:30 e ele não reclamou em nenhum momento, foi super compreensivo e não cobrou nada mais por isso. Nós adoramos tanto o serviço, a explicação e, principalmente, a compreensão com as crianças, que peguei o contato dele para indicar aqui.

Ele nos levou para conhecer, primeiro dentro da medina, o Blue Gate, a Madrasa, os curtumes, as entradas da Mesquita Al Karaouine e uma fábrica de lenços. Depois disso ele chamou um taxi (pago a parte) e fomos para a montanha com vista da cidade, visitamos a fábrica de cerâmica e os portões do Palácio Real.

contato: khalidkandy@hotmail.com +212 662 628 282

Nos hospedamos no Riad Anata, ótima localização e atendimento. Conheça mais sobre ele aqui

O que conhecer em Fez
Blue Gate, principal entrada da medina de Fez
O que fazer em Marrakech
Madrasa Bou Inania
O que conhecer em Fez
Medina de Fez
Cidade de Fez no Marrocos
Vista da cidade de Fez no Marrocos



Booking.com

Dia 09: Viagem para Chefchaouen

Tomamos café da manhã e depois, um motorista contratado pelo nosso Riad, nos levou ate a cidade azul, Chefchaouen. Eu não vou conseguir disfarçar, não gostamos de ter ido até lá! Talvez se tivéssemos visitado ela no começo, antes de ter tanta experiência cultural riquíssima e programas inesquecíveis, mas como a deixamos por último, não achamos nada demais na cidade. São apenas ruas pintadas de azul, filas e mais filas de turistas para tirar fotos nas ruas mais bonitas, pessoas locais que cobram para que turistas tirem fotos em seus quintais azuis e nenhum atratividades especifico, apenas tirar fotos maravilhosas num fundo azul rss.

Chefchaouen no Marrocos
A cidade azul do Marrocos – Chefchaouen

Chefchaouen no Marrocos Chefchaouen no Marrocos

Eu fiquei indignada quando percebi que perdemos um dia em Fez para estar na cidade das fotos azuis, a cidade é bem pequena e em 2 horas já tínhamos conhecido tudo (por isso muita gente faz bate e volta de Fez), tirado fotos incríveis e não tínhamos mais nada para fazer

Resolvemos dormir na cidade para não cansar tanto as crianças com a viagem, mas se você faz muita questão das fotos e tem pique, não recomendo dormir na cidade, achei caro e desnecessário.

O nosso motorista havia avisado sobre a cidade, ele disse: É bem turística, boa para tirar foto. Então essa não é uma opinião só minha, é a dos locais sabem : )

Dia 10: Chefchaouen + volta para Fez

Acordamos cedo e fomos andar novamente por Chefchaouen, os ônibus turísticos chegam perto das onze da manhã, então conseguimos andar pela cidade sem muita gente e tirar fotos sem filas de espera.

Voltamos para Fez ao meio dia e nos hospedamos no Riad Toyour- Riad of birds, como teríamos que pegar um voo logo cedo e carros não são permitidos dentro da medina, pegamos um Riad localizado na lateral dela, assim conseguiríamos pegar um táxi com mais facilidade. O Riad era lindo, cheio de passamos e árvores, os meninos enlouqueceram no fim do dia, quando o pátio lota de passarinhos. Jantamos no Riad mesmo e saímos de madrugada para o aeroporto.

Encontre aqui as melhores opções de hospedagens em Chefchaouen

Chefchaouen no Marrocos

Dia 11: Volta para Luxemburgo

Combinamos com o motorista que nos levou para Chefchaouen o translado para o aeroporto e ele estava lá nos esperando às 4:30 da madrugada, sempre combine os traslados com antecedência e, de preferência, com pessoas indicadas pelo seu hotel.

Ir para o Marrocos foi uma surpresa de viagem, jamais imaginamos que seria tão incrível, intenso e prazeroso conhecer o país. Não passamos por nenhum perrengue (tudo foi muito bem planejado), não sentimos medo em nenhum momento, não fomos enganados e tão pouco tivemos dificuldades com vestimentas e comidas.

Planeje dia a dia, faça um roteiro que lhe agrade e que lhe mostre a verdadeira cultura marroquina, se entregue a cultura deles, não julgue, não desrespeite e prove todas as comidas locais!!!

As dicas essenciais para uma viagem segura vem nos próximos posts, esta bem? Espero que amem, absorvam e aproveitem o Marrocos tanto quanto nós.

Beijos nossos,

Dani.

 

 

 

 

COMENTÁRIOS
COMENTÁRIOS

Um comentário em “ROTEIRO DE 11 DIAS PELO MARROCOS – Incluso Deserto do Saara

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Faça suas reservas


Reservando com os parceiros do blog

Você ajuda na manutenção do blog e não paga nada mais por isso

Utilize o melhor site para buscas de hotéis pelo mundo e garanta já sua reserva com o melhor preço.

Saiba todas as dicas para garantir o melhor preço para suas passagens.

Quer visitar as principais atrações sem pegar fila? Compre seu ingresso antecipado e economize tempo.

Quer alugar um carro e não ter surpresas? Utilize nosso comparador de locadoras e garanta o melhor preço na sua diária.

Faça sua viagem com toda a tranquilidade e segurança. Escolha o melhor seguro de viagem para você e sua família!