Expatriados para Londres – Mudança para Brighton

 

Essa é uma sequencia de posts que conta como foi nossa mudança aqui para a Inglaterra, clique AQUI para ler os anteriores.

 

A TROCA DE APARTAMENTO TEMPORÁRIO

Chegou o dia tão esperado! Sair daquele apartamento triste e barulhento para irmos para a nossa nova cidade. Ainda não seria para a nossa casa definitiva, mas estar na cidade escolhida já estava nos deixando maravilhados.

O apartamento que a empresa escolheu dessa vez, era bem melhor e ficava no centro da cidade. Tínhamos só mais quinze dias de hospedagem paga pela empresa, então, ou achávamos nossa casa nesse período ou pagaríamos a hospedagem do próprio bolso.

 

Expatriados para Londres

 

Nosso foco virou encontrar casa: todo dia entrando nos sites de imobiliárias, falando com a empresa que estava nos ajudando na busca pela casa ideal e nada… Algumas não aceitavam cachorros, outras eram inteiras de carpete (maioria), outras ficavam muito longe do centro da cidade e o medo foi batendo…

A empresa nos mandou um e-mail falando que provavelmente teríamos que abrir mão de alguma coisa nas exigências da casa: garagem, quintal, quarto, alguma coisa a menos para facilitar a busca.

 

ENCONTRAMOS A CASA PERFEITA

Já estávamos pensando em tirar a garagem das exigências quando meu marido entrou no site e viu uma casa que tinha sido postada há quinze minutos! Era ela, era nossa casa… Corre!!! Manda e-mail, pede para visitar e conseguimos agendar a visita para quatro dias depois de termos visto pela internet.

Nossa casa em Brighton

Aqui funciona muito diferente a locação: os donos saem de casa e vem uma agente mostrar a casa para TODOS os interessados. Cada pessoa pode visitar a casa por quinze minutos. Pensa no desespero: entramos na casa, meu olho brilhou na hora! Olhava de canto para o meu marido para ver a reação dele e … perfeita. É essa!!!

Dez minutos dentro da casa e chega outra pessoa para visitar. Enquanto estávamos entrando no carro chegou mais um casal. Ai, meu coração. Não podíamos perder essa casa por nada! Era a única que gostamos em vinte dias de busca.

Mandamos e-mail ainda do carro falando que queríamos a casa e que esperávamos o retorno o quanto antes, mas aí que começa a confusão!

Os donos da casa estavam mudando para a Espanha e desocupariam a casa somente trinta dias depois! Como somos expatriados, a empresa onde meu marido trabalha faz inúmeras exigências dos donos e da imobiliária que está cuidando da casa para que não tenhamos nenhum tipo de problema mais pra frente.

 

A CONFIRMAÇÃO DE QUE A CASA ERA NOSSA

Foram os 10 dias mais tensos da nossa vida, não recebíamos a confirmação da casa, as empresas se falando e se desentendendo porque cada uma queria um contrato diferente, e a gente sabendo que corríamos o risco de perder a casa, pois havia inúmeras pessoas interessadas.

Além disso, o prazo do apartamento pago pela empresa estava acabando e não tínhamos nenhum “plano B”! Eu sequer conseguia pensar em procurar outra casa. Queria aquelA de todo jeito!

Enfim, chegou o contrato no nosso e-mail. Que alívio: a casa era nossa. Uffaaaaaaaaa.

 

comemorando quando fechamos o contrato da casa

 

Como os donos só sairiam trinta dias depois da nossa visita, a empresa concordou em pagar mais uns dias do apartamento onde estávamos, afinal, a culpa não era nossa da casa não estar liberada (risos) e passamos a contar os dias para mudar para nossa casinha.

Neste período, nossa mudança já havia chegado e estava num galpão esperando avisarmos o dia de entrega, então, passei os dias conhecendo a cidade: saia com o Antonio para caminhar na praia, conheci as lojinhas do centro, caminhei pelos calçadões, conheci os mercados, as farmácias, enfim, aproveitei esse tempo para conhecer.
Chegou o tão esperado dia em que fomos buscar a chave da nossa nova casa! Gente, que emoção!!! Estávamos tão ansiosos que passávamos em frente a casa só para ficar olhando para ela enquanto a chave não era liberada (risos). Chaves na mão, hora de programar a mudança…

 

Expatriados para Londres

 

Conto tudo no próximo post, ok?!

Beijos.

COMENTÁRIOS