Expatriados para Londres – Nova casa

Essa é uma sequencia de posts que conta como foi nossa mudança aqui para a Inglaterra, clique AQUI para ler os anteriores.

A ENTREGA DA MUDANÇA

Chaves na mão, hora de receber nossa mudança, que demorou dois meses para chegar na casa nova.

A ansiedade era tanta para ir logo para nossa casinha que marcamos a entrega da mudança bem cedinho. Ainda era inverno e fiquei no carro com o Antonio enquanto descarregavam. Como foi a mesma empresa que retirou e trouxe a mudança, eles também montaram tudo que foi desmontado no Brasil.

casa nova

Saímos para comer enquanto eles continuavam montando, até que recebemos uma ligação: era o montador avisando que nossos móveis não cabiam direito na casa.

– Como assim, não cabem?

Voltamos correndo para casa para entender o que estava acontecendo e ai que começou o perrengue. As casas daqui têm o teto diferente do Brasil: aqui o teto de dentro afunila junto com o telhado. Difícil entender, né? É como se o teto dos quartos fossem em forma de cones e com isso os guarda roupas não cabiam, eram muito altos e acabavam batendo no teto.

Sem problemas, depois resolvemos isso! Deixamos os guarda roupas desmontados! Encaixamos o restante dos móveis na casa e os montadores foram embora. Nossos eletrodomésticos são todos voltagem 110v e aqui é 220v, ou seja, não podíamos ligar nada antes comprarmos os transformadores.

 

NOSSA PRIMEIRA NOITE EM CASA – UMA FURADA!

Fechamos a casa toda, ligamos o aquecedor, a lareira e nos cobrimos para tentar passar um pouco do frio, abrimos um espumante para comemorar e ficamos em frente a lareira por um tempo.

 

Expatriados para Londres

 

Como a casa ficou aberta o dia todo para entrega da mudança, ela estava simplesmente congelando! Nada dava jeito: aquecedor no máximo, lareira bombando e nós três congelando, sem geladeira, sem comida.
Quer saber? Vamos voltar para o hotel. Chega de sofrimento! E assim acabou nosso primeiro dia na casa nova (risos).

Estávamos arrasados com a história do guarda roupa, a casa não esquentava e Antonio não podia dormir naquele gelo, então, foi a melhor decisão! Dormimos exaustos, os três, e no dia seguinte acordamos atrás de transformadores para os eletrônicos, mas essa parte precisa de um post só para ela!!!

Conto tudo no próximo capítulo dessa “novela” que foi nossa mudança (risos) e para acompanhar nossas história desde o começo, é só clicar AQUI.

COMENTÁRIOS